Encontrada rara evidência de elo perdido entre os dinossauros e as aves modernas

Uma equipe internacional de pesquisadores descobriu uma nova espécie de dinossauro, Xiyunykus pengi, durante uma expedição a Xinjiang, na China. A descoberta é a mais recente decorrente de uma parceria entre a Universidade George Washington e a...

5176 0

Uma equipe internacional de pesquisadores descobriu uma nova espécie de dinossauro, Xiyunykus pengi, durante uma expedição a Xinjiang, na China. A descoberta é a mais recente decorrente de uma parceria entre a Universidade George Washington e a Academia Chinesa de Ciências. Os resultados foram publicados na revista Current Biology, juntamente com a descrição de uma segunda nova espécie intermediária, Bannykus wulatensis.

Xiyunykus e Bannykus são ambos alvarezssauros, um grupo enigmático de dinossauros que compartilham muitas características com pássaros. Seus corpos são delgados, com o esqueleto parecido com o de uma ave e muitos pequenos dentes em vez dos habituais dentes cortantes e afiados de seus parentes carnívoros.

“Quando descrevemos o primeiro alvarezssauro bem conhecido, Mononykus, em 1993, ficamos surpresos com o contraste entre seus braços parecidos com o de toupeiras e seu corpo semelhante a um geococcyx, mas havia poucos fósseis conectando-o a outros grupos de terópodes”, James Clark, membro da equipe de pesquisa, disse.

No entanto, os alvarezssauros nem sempre pareciam assim. Os primeiros membros do grupo tinham braços relativamente longos com mãos de garras fortes e dentes típicos de carnívoros. Com o tempo, os alvarezssauros evoluíram para dinossauros com braços semelhantes a toupeiras e uma única garra. A descoberta dos novos espécimes permitiu que os pesquisadores descobrissem uma mudança importante na forma como as características especializadas dos alvarezssauros evoluíram.

Fósseis do Xiyunykus no laboratório antes de sua remoção da rocha.

“Pode ser difícil definir as relações de animais altamente especializados. Mas espécies fósseis com características de transição, como Xiyunykus e Bannykus, são tremendamente úteis porque ligam características anatômicas bizarras a características mais típicas”, Jonah Choiniere, membro da equipe de pesquisa, disse.

Os fósseis foram descobertos durante uma expedição co-liderada pelo Dr. Clark e Xing Xu, do Instituto de Paleontologia de Vertebrados e Paleoantropologia da Academia Chinesa de Ciências. Xiyunykus pengi é a nona espécie de dinossauro identificada pela parceria entre a Universidade George Washington e e a academia chinesa.

“Nossas equipes de campo internacionais têm sido altamente produtivas ao longo dos anos”, disse Xu. “Esta pesquisa mostra apenas algumas das nossas incríveis descobertas.”[ScienceDaily]

Referência

  1. Xing Xu, Jonah Choiniere, Qingwei Tan, Roger B.J. Benson, James Clark, Corwin Sullivan, Qi Zhao, Fenglu Han, Qingyu Ma, Yiming He, Shuo Wang, Hai Xing, Lin Tan. Two Early Cretaceous Fossils Document Transitional Stages in Alvarezsaurian Dinosaur EvolutionCurrent Biology, 2018; DOI: 10.1016/j.cub.2018.07.057
Publicação arquivada em