Quando os filósofos decidiram jogar futebol

3620 0

Em clima de Copa do Mundo, compartilhamos um clássico do Monty Python.

A “Partida de Futebol dos Filósofos” (The Philosophers’ Football Match) é uma esquete criada pelo grupo de comediantes Monty Python (http://pythonline.com/) que descreve um jogo de futebol no Estádio Olímpico em 1972 durante as Olimpíadas de Munique entre os filósofos que representam a Grécia e a Alemanha.

Aparecem na esquete Arquimedes (John Cleese), Sócrates (Eric Idle), Hegel (Graham Chapman), Nietzsche (Michael Palin), Marx (Terry Jones) e Kant (Terry Gilliam). Confúcio é o árbitro, sendo que Tomás de Aquino e Santo Agostinho (com auréolas) atuam como auxiliares. O técnico alemão é Martinho Lutero. Quando o jogo começa, os filósofos ponderam suas teorias enquanto caminham em círculos no campo. Franz Beckenbauer é o único jogador de futebol genuíno no campo e uma “surpresa na escalação” da equipe alemã.

A esquete foi originalmente apresentada no segundo episódio de Monty Python’s Zirkus Fliegender (versão alemã do Monty Python’s Flying Circus, exibida em 1971 e 1972) e mais tarde foi incluída no Monty Python Live at the Hollywood Bowl (1982).